08 de Julho de 2017
O presidente Michel Temer não acredita que o deputado Rodrigo Maia (DEM-RJ), presidente da Câmara e primeiro na linha sucessória, esteja tramando contra ele. “Confio totalmente no Rodrigo”, disse Temer a interlocutores, por telefone. Maia não desmentiu a informação desta coluna de que ele ainda não articula pela admissibilidade da denúncia da Procuradoria-Geral da República, mas torce contra o presidente.
Rodrigo Maia tem se reunido com bancos e investidores para tentar demonstrar que está maduro para suceder a Temer, se necessário.
Aos banqueiros, Maia sinaliza que Henrique Meirelles seria mantido e que seu pai, César Maia, não vai dar palpites na política econômica.
Com a viagem de Temer ao G-20, na Alemanha, Rodrigo Maia saiu do Brasil para não assumir o Planalto e ter de agir em favor do presidente.
Deputados leais a Temer, que acompanharam Rodrigo Maia na viagem a Buenos Aires, garantem que não há conspiração contra o presidente.
Publicidade
Além do presidente Michel Temer, outro brasileiro teve atuação de destaque no encontro do G20, que reúne os vinte países mais desenvolvidos: o diretor-geral da Organização Mundial do Comércio (OMC), embaixador Roberto Azevêdo, que chegou a Hamburgo, Alemanha, determinado a defender o comércio e a chamar atenção para os riscos do protecionismo xenófobo para o desenvolvimento.
O presidente francês Emmanuel Macron roubou a cena, falando sempre de improviso e cutucando o americano “Donálde” Trump.
Trump obtve a solidariedade do G20 à denúncia de risco à paz mundial representado pela Coreia do Norte, do tirano maluco Kim Jong-un.
Sob aprovação de Michel Temer, o presidente argentino Maurício Macri disse que a Venezuela é uma Coreia do Norte da América do Sul.
A chanceler Angela Merkel entendeu as razões do presidente Michel Temer para cancelar o encontro bilateral. Rainha da simpatia, convidou-o para voltar à Alemanha após a reeleição dela em setembro.
Michel Temer reencontrou ontem na Alemanha a primeira-ministra da Noruega, Erna Solberg, que lhe fez um sorriso amarelo tentando ser o que não é, educada. Mas o presidente não lhe deu a mínima.
Segundo informações da Polícia Federal, a nova delegacia de combate à corrupção da PF em Curitiba terá 70 policiais. As investigações em curso atualmente compreendem o DF e outros dezesseis estados.
Os deputados “fiéis” ao governo seriam 54, segundo as estimativas, sendo que eram necessários ao menos 51 para validar a sessão extraordinária desta sexta. Mas os presentes passaram de 70.
O PDT mostrou o baixo nível de confiança da oposição, ao recorrer à ministra Cármen Lúcia, no tapetão do Supremo Tribunal Federal (STF), para que impeça o ritmo vapt-vupt de tramitação da denúncia da PGR.
A situação econômica no Brasil não foi tema no encontro do G20, em Hamburgo (Alemanha). Chefes de estado estavam preocupados mesmo com a decisão dos EUA de saírem do acordo do clima de Paris.
Passou despercebido, mas a Comissão de Defesa do Consumidor da Câmara aprovou nesta semana o projeto que impede as operadoras de internet banda larga de limitarem o acesso à rede com uso de franquia.
Enquanto resolvia a questão contábil da falta de previsão orçamentária para emitir passaportes, porque o limite de 2017 foi atingido em junho, um governo com autoridade teria ordenado à PF e Casa da Moeda que arrumassem uma solução sem ter que suspender o serviço.
...duas forças apoiam Rodrigo Maia contra Michel Temer: o PCI (Partido Comunista de Ipanema) e PSOL (Partido Socialista do Leblon).
Publicidade
busca
colunas anteriores

 
Busca
Redes sociais
@diariodopoder
© 1998 - 2017 - Todos os direitos reservados