Paulo Jesus
Rio de Janeiro / RJ
Resposta
Paulo, apesar de algumas seções apresentarem problemas na leitura biométrica, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) considerou o sistema  um sucesso. O presidente do TSE, ministro Dias Toffoli afirmou que o uso da biometria “é a garantia de que o eleitor brasileiro só poderá votar uma única – e somente uma única vez”. “A Justiça Eleitoral não voltará atrás de fazer esse trabalho de identificar o eleitor brasileiro biometricamente”, sustentou.
Salvador Sotero
são Paulo / SP
Resposta
Salvador,

O presidente da Associação dos Engenheiros da Petrobras (Aepet), Silvio Sinedino, disse nesta terça-feira (9) que vai propor ao conselho de administração da estatal a apuração das denúncias feitas pelo ex-diretor Paulo Roberto Costa, em sua delação premiada. Sinedino ressaltou que a apuração pelo conselho de administração tem de ser feita em prazo célere, devido à emergência que o caso requer, inclusive porque os trabalhadores estão constrangidos com a situação. “Quando a pessoa sabe que algum trabalhador é petroleiro, acha que pode ser corrupto, o que não é bem o caso”, concluiu.
Flavio cunha
Nova Lima / MG
Resposta
Flávio,

A Controladoria-Geral da União (CGU) é o órgão do Governo Federal responsável por assistir direta e imediatamente ao Presidente da República quanto aos assuntos que, no âmbito do Poder Executivo, sejam relativos à defesa do patrimônio público e ao incremento da transparência da gestão, por meio das atividades de controle interno, auditoria pública, correição, prevenção e combate à corrupção e ouvidoria.

A CGU também deve exercer, como órgão central, a supervisão técnica dos órgãos que compõem o Sistema de Controle Interno e o Sistema de Correição e das unidades de ouvidoria do Poder Executivo Federal, prestando a orientação normativa necessária.
Celso Eduardo Flores Lino
Florianópolis / SC
Resposta
Carlos,

Em caso de vitória de Marina,  a cúpula peemedebista que apoia Dilma Rousseff fala em dar os tradicionais 100 primeiros dias de trégua ao seu governo para, nesse período, aguardar os sinais da ex-ministra. Aecistas do PMDB, já estão em processo de transfiguração para neo-marineiros e querem começar a emitir os sinais da adesão ao fechar das urnas do primeiro turno.

Geddel Vieira Lima, candidato ao Senado pela Bahia, sinaliza que tem interesse em liderar esse movimento. Os "rebelados" também querem aproveitar o momento para questionar a posição de Michel Temer no comando da Sigla. Temer é o maior fiador da aliança PT/PMDB.
Marco Mesquita
VILA VELHA / ES
Resposta
Marco,

Em 2011 o deputado Aldo Rebelo (PCdoB/SP), hoje ministro do Esporte, disse ter articulado, em 2004, a pedido de Marina Silva (então ministra do Meio Ambiente) a derrubada no Congresso de um requerimento de convocação para depoimento de Fábio Vaz de Lima, casado com Marina. Lima era acusado de envolvimento na doação de madeira clandestina apreendida na Amazônia a ONG Fase. Fábio teria influenciado a decisão do Ibama, um órgão controlado pelo Ministério do Meio Ambiente, para repassar 6.000 toras de mogno a ONG. O mogno foi declarado no valor de R$ 8 milhões.

De acordo com a revista Veja, o Tribunal de Contas da União analisou o caso e apontou irregularidades na transferência da madeira. A escolha do destinatário do material não foi justificada. O valor real das toras de mogno seria de R$ 36 milhões, e não de R$ 8 milhões, como apontado na prestação de contas da madeireira que adquiriu a carga.

Marina Silva alegou que o marido já havia se desligado do Grupo de Trabalho Amazônico (GTA), entidade que congrega dezenas de ONGs e tem na Fase um de seus principais integrantes, cinco anos antes do episódio. O presidente do GTA, Rubem Gomes, disse que não houve direcionamento na transferência do mogno.
Thales Alessandro de Carvalho
Brasília / DF
Resposta
Thales,

De acordo com o Tribunal Superior Eleitoral (TSE), a intenção da campanha publicitária “Vem pra Urna” é convencer jovens a partir de 16 anos (idade que o voto não é obrigatório) a tirarem o título de eleitor. O TSE diz ainda que, além do objetivo do alistamento, “a ideia é mostrar ao jovem o quanto o voto é importante e capaz de mudar um país”.
Raquel Lopes
Joinville / SC
Resposta
Raquel,

O Ministério do Planejamento informou que concursos não estão proibidos em ano eleitoral e que, de acordo com o Tribunal Superior Eleitoral, podem ser realizados antes e depois da eleição.

A restrição fica a cargo da  nomeação, contratação ou admissão do servidor público. O artigo 73 da Lei das Eleições (9.504/97) limita três meses antes do pleito e até a posse dos eleitos, que neste ano será de 5 de julho a 1º de janeiro de 2015. Concursos homologados (quando há divulgação da relação final de aprovados) antes de 5 de julho podem nomear os candidatos aprovados.
Rodrigo Milhomem
Joinville / SC
Resposta
Rodrigo, o Tribunal Superior Eleitoral estipula uma série de regras para regular as propagandas eleitorais. Para o pleito de 2014, os partidos políticos e coligações se comprometeram a remover as propagandas até 30 dias após a eleição. Os cabos eleitorais também são instruídos a recolher o material que tenha sido lançado em via pública, nas imediações do local da distribuição.
Roberto Nobrega
Belo Horizonte / MG
Resposta
Roberto, o senador Aécio Neves negou que o Governo de Minas Gerais tenha financiado um novo aeroporto na fazenda de algum de seus parentes. Em nota, Aécio afirmou que a área em que funciona o aeroporto foi desapropriada pela Justiça e sua posse transferida ao Estado em 14 de março de 2008. As obras começaram no início de 2009.

O PSDB, partido de Aécio Neves, também divulgou nota sobre o assunto. O partido diz que “o senador Aécio Neves não é proprietário da fazenda da Mata, no município de Cláudio, em Minas Gerais. O imóvel é de propriedade do espólio da avó da Aécio, Risoleta Neves —portanto, pertence aos três filhos dela. A fazenda está há cinco gerações na família. A bisavó do senador nasceu no local”.
Mariana Sampaio Correia
São Paulo / SP
Resposta
Mariana, de acordo com o Tribunal Superior Eleitoral, os candidatos não podem enviar qualquer tipo de propaganda por meio eletrônico, sem que previamente tenha sido providenciado mecanismo eficaz de descadastramento, de fácil utilização pelo destinatário (resolução 23.404, art. 25)
TWITTER
@colunach

 
Busca
Redes sociais
@diariodopoder
© 1998 - 2017 - Todos os direitos reservados